31 agosto, 2016

Concurso Professor Adjunto-A (DE) | 2 vagas para o Depto de Demografia e Ciências Atuariais (DDCA)


Concurso público para professor efetivo do Magistério Superior da UFRN. São 56 vagas, distribuídas em diversas áreas. Entre elas, duas vagas para o Departamento de Demografia e Ciências Atuariais:

Vaga 1 - Graduação em Ciências Atuariais e Doutorado em Demografia
Vaga 2 - Doutorado em Demografia

Confira os detalhes no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp) da UFRN.
http://www.progesp.ufrn.br/concurso.php?id=198658150

23 agosto, 2016

Demografia abre processo seletivo para mestrado

O Programa de Pós-Graduação em Demografia (PPGDem) na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) está com inscrições abertas, até o dia 29 de setembro, para o mestrado. São oferecidas 10 vagas para o primeiro período letivo de 2017, com uma vaga destinada a servidores efetivos da UFRN.

A área de pesquisa de Demografia abrange temas como a fecundidade, mortalidade, saúde, migrações, mercado de trabalho, envelhecimento populacional, estudos de gênero e projeções demográficas. Por isso, graduados em diversas áreas do conhecimento científico podem se inscrever.

As atividades do PPGDem são desenvolvidas em regime de turno integral, com possibilidades, caso haja disponibilidade, de bolsas de estudos avaliadas semestralmente.

As etapas do processo de seleção consistem no exame do projeto de pesquisa, com peso três; conhecimentos específicos, peso quatro; e defesa do projeto e currículo do candidato com peso três. Para ser aprovado, é preciso que, no final dessas etapas, a nota final seja igual ou superior a cinco.

Fonte: Portal de Notícias da UFRN, 22/08/2016


.

Aula Inaugural 2016.2 | "Demógrafos hifenados: duas trajetórias na UFRN"

QD20 | Aula Inaugural 2016.2 | 24.08.2016 | 14h30 | Anfiteatro A do CCET | "Demógrafos hifenados: duas trajetórias na UFRN" | Profa. Maria Célia de Carvalho Formiga (DDCA/UFRN) / Prof. Paulo Cesar Formiga Ramos (DDCA/UFRN)


Uma homenagem pela trajetória acadêmica e suas contribuições ao Depto de Estatística, Depto de Demografia e Ciências Atuariais, ao PPGDem UFRN e à demografia no Nordeste.

.

20 junho, 2016

Estudar eleva a expectativa de vida

Pesquisa mostrou que homens com ensino superior completo chegam a viver até seis anos mais do que aqueles com ensino fundamental completo

Estudar eleva significativamente a expectativa de vida das pessoas. Esse foi o resultado do estudo "Diferenciais de mortalidade por escolaridade da população adulta brasileira, em 2010" publicado na revista Cadernos de Saúde Pública (LINK). A pesquisa é resultado da dissertação de mestrado defendida em 2014 no Programa de Pós-Graduação em Demografia (PPGDem) da UFRN, com autoria de Lariça Emiliano da Silva, Flavio Henrique Miranda de Araujo Freire – ambos do PPGDem - e Rafael Henrique Moraes Pereira do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

Fonte: Portal Nossa Ciência

Veja a matéria completa em: http://www.nossaciencia.com.br/estudar-eleva-expectativa-de-vida#sthash.JqF68Uor.dpuf

.

12 maio, 2016

PPGDem integra a equipe de pesquisadores de Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT)


O CNPq divulgou hoje (12/05) o resultado do julgamento da Chamada INCT - MCTI/CNPQ/CAPES/FAPS Nº 16/2014. Após análise e julgamento das 345 propostas submetidas ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), entre as 252 propostas recomendadas no processo de análise de mérito técnico-científico para financiamento, o Programa de Pós-Graduação em Demografia (PPGDem/UFRN) conta com pesquisadores nas equipes de três das propostas aprovadas:

- Observatório das Metrópoles
Coordenação Geral: Sérgio de Azevedo (UENF) e Vice-coordenação: Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro (IPPUR/UFRJ)

- Observatório das Migrações em Rede
Coordenação Geral: Rosana Baeninger (Unicamp) e Vice-coordenação: Ricardo Ojima (UFRN)

- Instituto Nacional de Tecnologias Socioeconômicas e Análise Demográfica
Coordenação Geral: Eduardo Rios-Neto (UFMG) e Vice-coordenação: Roberto Luis Monte-Mor (UFMG)

Acesse a página do CNPq e veja a lista completa de projetos aprovados

.

09 maio, 2016

Oportunidade | Bolsa de Pós-Doutorado (PNPD/Capes) Demografia-UFRN


Inscrições abertas para 1 bolsa do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD/Capes) junto ao Programa de Pós-Graduação em Demografia (PPGDem) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).


As inscrições devem ser feitas por via eletrônica até o dia 15 de junho de 2016. Os candidatos devem encaminhar a documentação de inscrição para o seguinte endereço de e-mail: ppgdem@gmail.com (com cópia para: ricardo.ojima@gmail.com).

Os documentos abaixo relacionados deverão ser encaminhados em formato PDF ao Programa de Pós-graduação em Demografia:

           a) Plano de trabalho, conforme Anexo I do edital;

           b) Cópia do currículo cadastrado e atualizado na Plataforma Lattes – CNPq (as informações complementares do CV Lattes deve estar ativada);

Acesse o Edital: https://goo.gl/uziZe1

Para maiores informações: telefone (84) 3342-2520 ou alternativamente pelos telefones (84)99474-6779; ou no e-mail: ppgdem@gmail.com.

30 março, 2016

Série "População e Desenvolvimento Sustentável" (MMA/UNFPA)

 










DOWNLOAD ABERTO, CLIQUE AQUI

População e desenvolvimento sustentável na Amazônia (Donald Sawyer)

A publicação analisa, de forma original e crítica, a situação atual da relação entre a dinâmica populacional e a agenda ambiental na Amazônia, numa perspectiva de desenvolvimento sustentável, que leva em consideração os pilares ambiental, econômico e social da sustentabilidade, evitando os extremos de desenvolvimento a qualquer custo, por um lado, e de tratamento da região como santuário intocável, por outro.

Dinâmica populacional e a Agenda Ambiental Brasileira: Distribuição espacial, desastres naturais e políticas de adaptação (George Martine, Ricardo Ojima e Eduardo Marandola Jr)

Essa publicação procura contribuir para a identificação de uma agenda ambiental mais ajustada à realidade brasileira urbana (onde vivem 85% da população), oferecendo perspectivas que podem subsidiar a orientação das políticas de adaptação, a partir do exame das interfaces entre a dinâmica demográfica e a problemática ambiental.

Dinâmica populacional, urbanização e meio ambiente (Subsídios para a Rio +20)

Essa publicação examina a questão da urbanização, procurando oferecer uma visão crítica de alguns desafios e algumas recomendações para reorientar as políticas urbanas no País. Duas dimensões foram privilegiadas, quais sejam: a necessidade de ações para a reformulação da estrutura do espaço e da rede urbana das grandes cidades e metrópoles brasileiras e alguns aspectos de gestão e dimensões institucionais associados a essas reformulações. O texto está dividido em três partes. As duas primeiras cobrem cada um dos pontos acima mencionados e a terceira conclui o texto resgatando e sistematizando
algumas das recomendações.

As implicações da dinâmica demográfica dos países do Bloco BASIC na Agenda de Sustentabilidade 

Este trabalho se inicia com a análise do contexto demográfico dos países do grupo BASIC, enfatizando o impacto da demografia nas perspectivas de crescimento futuro. Em seguida, o componente do crescimento econômico é incluído na análise, com ênfase no impacto da interação entre crescimento econômico, população e impacto ambiental. Finalmente, a perspectiva do consumo é vista em maiores detalhes, com ênfase na base da pirâmide social e no surgimento de uma nova classe média, culminando com uma análise da emergência de uma sociedade de consumo de massa no Brasil. Como o tema da relação entre consumo e meio ambiente é complexo, havendo também uma tendência à “demonização” do consumo, uma reflexão sobre o papel do consumismo na história e na atualidade é realizada para que as dificuldades de manipulação dessa dimensão sejam melhor entendidas.

17 março, 2016

Publicação de livro | "Dispersão Urbana e Mobilidade Populacional

Clique na Imagem para acessar o livro
Download Gratuito

O Brasil é um país urbano, e não é de hoje. A transição urbana ocorreu ao mesmo tempo em que assistimos a um elevado crescimento populacional seguido de uma mudança significativa na estrutura etária da população. Longe de serem dois fenômenos separados, as transformações na dinâmica demográfica e na forma da urbanização estão intimamente relacionadas e se influenciam mutuamente. Seja pelas alterações nas relações escalares entre cidade e região, via novos padrões de mobilidade, ou pelas novas demandas de uso do solo e localizações residenciais oriundas de novos arranjos familiares, dinâmica populacional e urbanização essas relações nem sempre são evidenciadas para além da fórmula simples que reduz população a volume e urbanização ao seu crescimento.


Este livro é um esforço de conectar facetas da mobilidade populacional com os processos contemporâneos de dispersão urbana, face marcante da urbanização brasileira neste século. A partir de perspectivas teórico-metodológicas inovadoras e investigação de experiências em diferentes realidades do país, o nexo entre forma urbana e população é investigado no contexto do planejamento urbano e regional, colocando as migrações, a mobilidade cotidiana e a forma urbana como centrais na compreensão do urbano contemporâneo.

23 fevereiro, 2016

Aula Inaugural PPGDem | "Monitoramento e Avaliação de Programas Sociais: uma introdução aos conceitos e técnicas"

QD19 | Aula Inaugural | 03.03.2016 | 14h30 | Anfiteatro A do CCET | "Monitoramento e Avaliação de Programas Sociais: uma introdução aos conceitos e técnicas" | Paulo Jannuzzi (Sagi/MDS)


05 fevereiro, 2016

Licença-paternidade: para que mais tempo?


O professor Ricardo Ojima comenta aprovação pelo Senado do Marco legal da Primeira Infância. PLC 14/2015 agora aguarda sanção da presidenta Dilma Roussef.


Nesta quarta-feira (3) foi aprovado pelo Senado o projeto que cria o Marco Legal da Primeira Infância (PLC 14/2015). Marcada por importantes ações com foco nas crianças de zero a seis anos de idade, a proposta discute saúde, alimentação, educação, cultura, lazer e até meio ambiente. A primeira infância é uma etapa do ciclo de vida considerados por muitos estudos como fundamental para o desenvolvimento da capacidade cognitiva e psicomotora. São informações e valores que o indivíduo absorve e mantém pelo resto de sua vida e que podem condicionar em muito suas opções futuras de escolaridade, trabalho, relações sociais.

Leia o artigo completo no Portal Nossa Ciência

.